quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Galette des Rois





Faz parte da minha infância, e lembro-me de haver alguma emoção para ver quem ficava Rei ou Rainha. Esta "Galette" equivale ao nosso bolo rei para a mesma época, mas as semelhanças ficam-se por aqui.
Pensa-se que tudo começou um dia da Epifania quando o cozinheiro da Corte de Louis XV, rei de França, quis surpreender o seu rei e lá foi para a cozinha e começou inovar ,  introduziu numa tarte uma jóia  que pretendia lhe oferecer. O  rei adorou e  ficou encantado com a ideia e decidiu divulgar a ideia junto da corte  francesa assim como á outras cortes europeias. Assim, como nós, introduziu uma fava (neste caso é uma figura em forma de rei ou rainha, pelo que me lembro) na tarte e a quem calhar fica rei ou rainha e ganha o direito a usar uma coroa (em papel) dourada que vem com a tarte.
Claro que nem me lembrava como era e tive de pesquisar e encontrei no site  "La cuisine des p'tites douceurs" uma versão diferente, porque normalmente não leva o creme pasteleiro. Podem ver o original Aqui

2 massas folhadas
Para o creme Pasteleiro :
15 cl de leite
1 gema
30g de açúcar 
15g de maizena
Para o recheio :
125 de amêndoa em pó
2 ovos
60 g de manteiga
75 g de açúcar
Num tacho, aquecer o leite.
Numa taça, bater a gema com o açúcar e a maizena.
Deite o leite quente no preparado e mexer, levar ao lume para engrossar, sempre mexendo. Retirar do lume e reservar.
Numa taça grande, misturar a amêndoa ralada, o açúcar, os ovos e a manteiga derretida.
Incorporar o creme pasteleiro.
Forrar o tabuleiro do forno com papel e dispor um disco de massa folhada, picar com um garfo e rechear com o preparado deixando uns 3 cm .
Humedecer as bordas com um pouco de água e tape com o segundo disco, juntando e dobrando 
Pincelar com  uma gema misturado com um pouco de leite.
Com uma faca, decorar , tendo cuidado para não  furar a massa.
Levar ao forno, pré-aquecido a 180º,  uns 35 a 40 mns,  Ir espreitando de vez em quando para não queimar.
Espero que gostem, doces momentos.....


13 comentários:

  1. Olá Tila !
    Ando mesmo tentada a fazer esta receita...
    A tua ficou uma delicia !
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Que delicia tão grande!
    Comia uma fatia. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Só de ler os ingredientes comecei a babar-me...que tentação!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Minha querida,

    Adorei saber um pouco mais sobre a história deste bolo que fizeste com excelência e esmero ! :-)

    Ficou fantástico, amiga, adorei !

    Beijinhos

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. Ficou uma delicia a tua tarte :)
    As histórias sobre estas receitas tradicionais são fantásticas, obrigada por partilhares :D

    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Parece mesmo boa, é uma sugestão tão gulosa!

    ResponderEliminar
  7. Este ano ainda não fiz, chegou-me a preguiça.

    esta tua ficou com um aspecto perfeito!

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Gosto muito de Gallete des Rois, ficou muito apetitosa:)

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  9. Olá Tila!
    Ficou muito bonita a tua galette! E também deve ser muito boa.
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  10. Nunca fiz mas acho que ia gostar pois é bem o meu género.
    Ficou tão linda.
    Bom fim de semana
    bjs

    ResponderEliminar
  11. Já tenho visto esta receita ou parecidas e tenho uma enorme vontade de experimentar, ficou lindo!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Oi Tila,
    Muito informativo e agradável o texto.
    Nunca fiz galette des rois, mas é espetacularmente lindo, é certamente também delicioso.
    Bom fim de semana, beijo,
    Vânia

    ResponderEliminar
  13. Obrigada pela partilha da história e do resultado fantástico que é a tua tarte!

    beijinhos

    ResponderEliminar

Miminhos